Dicas sobre saúde bucal de gestantes e bebês!

saúde bucal da gestante

Você tem dúvidas sobre saúde bucal de gestantes e bebês? Então veio ao lugar certo! Em uma entrevista especial, o Dr. Rodrigo Camargo esclareceu alguns mitos sobre os cuidados bucais nestes períodos.

Ficou curioso para saber mais sobre essa entrevista? Nós separamos os principais trechos para você, continue a leitura para conferir!

Dúvidas sobre saúde bucal de gestantes e bebês

As dúvidas sobre os cuidados com a saúde bucal dos bebês e das gestantes é muito comum entre os papais, por isso o canal da consultora materno-infantil Eliana Dias convidou o Dr. Rodrigo Camargo, cirurgião-dentista, para esclarecer as principais questões.

A principal dica do especialista é buscar sempre a prevenção para evitar problemas mais graves. No caso das futuras mamães, por exemplo, a indicação é fazer um check-up odontológico assim que descobrir a gravidez.

Lembre-se que a saúde bucal é tão importante quanto o acompanhamento pré-natal e ajuda a garantir uma gravidez tranquila. Pensando nisso, destacamos os principais pontos da entrevista, confira:

1.     Saúde bucal de gestantes

●       Gestante pode fazer tratamentos odontológicos?

Um grande mito sobre a saúde bucal de gestantes é com relação à restrição aos tratamentos durante toda a gravidez, mas não é bem assim que funciona.

O Dr. Rodrigo explica que o profissional fará o tratamento de acordo com o trimestre da gestação e limitações da mamãe. Para isso, existem anestésicos desenvolvidos para gestantes e tecnologias que permitem a realização de raios-X, por exemplo.

“O melhor trimestre para ser feito alguma intervenção na área odontológica é o trimestre do meio, ou seja, do 4º ao 6º mês de gestação. Isso porque já teve a organização dos órgãos internos, dos tecidos, então fica mais tranquilo”, esclarece o dentista.

●       Existe uma forma de prevenir problemas bucais nos bebês desde a gestação?

Segundo o Dr. Rodrigo, uma maneira de estimular hábitos mais saudáveis e prevenir o surgimento de cáries, por exemplo, é a diminuição do consumo de açúcar. “A partir da 26ª semana de gestação a cavidade bucal já está formada e a criança já tem paladar. A mãe que faz a ingestão de uma dieta com muito açúcar vai acabar condicionando essa criança a ter esse paladar preferencial pelo açúcar”, explica.

2.     Saúde bucal de bebês

●       Quando levar o bebê ao dentista?

Essa é uma das principais dúvidas sobre saúde bucal de bebês e o Dr. Rodrigo responde para você! O ideal, segundo a Sociedade Brasileira de Odontopediatria, é realizar a primeira consulta ainda no período gestacional.

Depois, é indicado levar o bebê a partir dos 4 meses. Na entrevista, o dentista também destacou a importância de ficar atento a qualquer sinal de problemas na boca da criança.

●       O que é a cárie de mamadeira?

Esse é um dos principais problemas de saúde bucal e surge quando os pais já acrescentam açúcar e achocolatados ao leite da criança. “Tem crianças que chegam a perder todos os dentes, é muito agressivo. Mas a solução é simples: higiene da boca do seu filho após a última mamada”, explica Dr. Rodrigo.

●       Como fazer a higienização bucal de crianças?

Para isso, o Dr. Rodrigo dá duas dicas e esclarece o mito sobre uso de pastas com flúor: “Compre uma escova macia, geralmente a mais lúdica, e a pasta de dente já mudou: hoje a gente preconiza que seja a mesma pasta que está lá para os pais usarem”.

Ou seja, pode sim usar pastas com flúor, desde que utilizada na quantidade adequada (a indicação é um grão de arroz seco).  Isso evita o consumo excessivo das famosas pastas com sabor pelas crianças, que pode incentivar ainda mais o consumo do açúcar.

Gostou dessas dicas? Para conferir a entrevista completa, assista ao vídeo abaixo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima